A terceira edição da norma ISO 14001 foi publicada a 15 de setembro de 2015 e estabelece os requisitos para um Sistema de Gestão Ambiental (SGA). A certificação voluntária do SGA em conformidade com a norma ISO 14001:2015 por parte das empresas permite demonstrar o compromisso contínuo para com o ambiente, através da gestão dos riscos ambientais associados à atividade desenvolvida. Este compromisso de responsabilidade reforça a imagem comercial sustentável da empresa, reduzindo também o impacto ambiental da mesma.

O modelo de gestão ambiental estabelecido por esta norma encontra-se generalizado a nível internacional e é utilizado como referência a um elevado número de organizações, independentemente das suas áreas de atividade e da sua dimensão.

Por isso, a certificação do SGA pela norma ISO 14001 é considerada uma ferramenta essencial para empresas ou organizações que tenham como objetivo aumentar a confiança por parte dos clientes, colaboradores e sociedade.

Quais os objetivos da ISO 14001:2015?

A Norma ISO 14001:2015 tem como objetivo “proporcionar às Organizações um enquadramento para proteger o ambiente e responder às alterações das condições ambientais, em equilíbrio com as necessidades socioeconómicas”.

A ISO 14001 pretende contribuir para o desenvolvimento sustentável através:

  • Da proteção do ambiente;
  • Da mitigação de riscos para a Organização;
  • Do cumprimento das obrigações de conformidade;
  • Da melhoria do desempenho ambiental;
  • Da perspetiva de ciclo de vida;
  • Da obtenção de benefícios financeiros e operacionais;
  • Da comunicação da informação ambiental.

Os requisitos legais aplicáveis a uma Organização não são alterados pela sua adoção.

Estrutura da NP EN ISO 14001:2015

A Norma ISO 14001, assim como as normas ISO 9001, ISO 45001 ou ISO 27001 seguem a mesma estrutura de alto nível, com base no Anexo SL, requisito 1 ao 10, de modo a facilitar a integração com outros sistemas de gestão.

O esquema seguinte representa a estrutura da ISO 14001:2015:

estrutura da ISO 14001:2015:

Em que consiste o Modelo PDCA?

A certificação da ISO 14001, à semelhança de outras normas de Sistemas de Gestão, tais como a ISO 9001 e a ISO 45001, assenta no modelo Planear-Executar-Verificar-Atuar (PDCA – “Plan-Do-Check-Act”). Este modelo representa um processo iterativo utilizado pelas organizações de forma a atingir uma melhoria contínua. O ciclo de melhoria contínua PDCA pode ser aplicado a todos os processos da organização ou ao sistema de gestão ambiental como um todo.

ciclo PDCA

Na figura seguinte está representada a forma como a estrutura de alto nível e o ciclo PDCA se relacionam entre si, tendo como objetivo final cumprir os resultados pretendidos do SGA.

Auditorias ambientais

A auditoria ambiental é uma ferramenta que permite às organizações determinar o seu desempenho ambiental. Permite não só avaliar o cumprimento dos requisitos ambientais, mas também avaliar o desempenho no que respeita aos resíduos, águas, emissões e energia, permitindo reduzir os efeitos negativos sobre o meio ambiente e aumentar a eficiência dos processos.

Uma auditoria ambiental permite assegurar o cumprimento das normas ambientais e evitar custos desnecessários à organização, danos ambientais e consequências para a saúde pública.Possibilita ainda a implementação das medidas necessárias para garantir o cumprimento dos requisitos, corrigindo lacunas do sistema de gestão ambiental, e identificar os programas de monitorização e ensaios ambientais. Por outro lado, permite demonstrar que a organização tem uma crescente preocupação com os impactos no meio ambiente.

As auditorias ambientais podem ser de três tipos:

  • Auditorias técnicas: têm como objetivo avaliar a gestão, incluindo auditorias de processos, resíduos, energéticas, etc.;
  • Auditorias de produto: têm como objetivo determinar se um produto cumpre determinados critérios que lhe permitam obter a rotulagem ecológica;
  • Auditorias de organização: estas incorporam as auditorias de cumprimento da legislação ambiental, auditorias a sistemas de gestão ambiental, risco ambiental, declaração ambiental e cumprimento dos objetivos ambientais.

Quais os principais benefícios da implementação desta Norma?

Alcance dos objetivos estratégicos através da incorporação de questões ambientais na gestão da organização e do aumento do envolvimento da gestão de topo e dos colaboradores na gestão ambiental;

  • Redução da probabilidade de riscos ambientais, tais como emissões, derrames e outros acidentes;
  • Redução de custos através da melhoria da eficiência dos processos (redução de consumos, minimização do tratamento de resíduos e efluentes);
  • Diminuição dos prémios de seguros e minimização de multas e coimas, entre outros;
  • Facilidade de integração de outras normas de sistemas de gestão, como a ISO 9001 e a ISO 45001;

Vantagens competitivas decorrentes de uma melhoria da imagem da organização e sua aceitação pela sociedade e pelo mercado. Estas refletem-se não só a nível de mercado externo, mas também a nível interno, consciencializando e motivando os seus colaboradores.

A APOPARTNER presta serviços de apoio à implementação de sistemas de gestão ambiental segundo a norma ISO 14001 e realiza auditorias internas.